Como fazer um Mochilão barato

Antes de explicar como fazer um mochilão barato, primeiro preciso dizer o que é um mochilão para aqueles que desconhecem essa forma de viajar.

Basicamente fazer um mochilão é você viajar uma grande jornada e ter uma grande experiência, viajando na maioria das vezes por meios não convencionais, abandonando o conforto e a comodidade de um hotel, uma cama, um chuveiro com água quente e todos os outros meios que facilitam nossa vida. É basicamente você e sua mochila (com seus pertences e poucos objetos pessoais) viajando muitas das vezes de carona para chegar ao seu destino.

Um mochilão também pode ser feito em duas ou três pessoas sem problemas, e pode durar quanto tempo for necessário, não existe data definida de ida e volta, pode durar 1 semana, 1 mês, 1 ano ou até mais dependendo do quão longe o viajante pretende ir. É uma experiência incrível e uma aventura e tanto.

Agora que você já tem uma noção do que é, vou te dar algumas dicas de como viajar nessa modalidade gastando pouco.

Na verdade, esse próprio modelo de viagem já é específico para pessoas que não se importam com muito conforto e consequentemente gastam menos do que alguém que viaja por meios convencionais. Lembre-se: quanto mais conforto numa viagem, mais caro ela fica.

Mas para você não ficar perdido e gastar com coisas desnecessárias montei um pequeno passo a passo para te guiar no primeiro mochilão.

1- Aonde eu quero ir?

Aqui é onde tudo começa, depois de decidir que vai fazer um mochilão, a pergunta é: “Mas pra onde eu vou?”, quer fazer um mochilão pelo Brasil? Pela América do Sul? Pela Europa? Onde especificamente você quer chegar?

Independente de por onde você quer ir, defina sempre um lugar específico; uma viagem do ponto A até o ponto B. Por exemplo: “Ah eu quero fazer meu mochilão na América do sul, vou sair do Chile e ir até a Colômbia e votar para o Brasil.

2- Monte um roteiro

Montar um plano de viagem não é como muitos dizem por ai que você tem que ter a quantidade de dias específicos que você ira ficar em cada país e a quantidade exata de quanto gastar, planos elaborados e etc.

Você não precisa ter “metas” a cumprir durante sua trip, pois isso só vai te gerar estresse caso não consiga atingi-las. E com certeza você não vai conseguir haha, nunca uma viagem sai exatamente como você planejou, tenha isso sempre em mente, e é ai que está a graça… ser uma coisa imprevisível.

Mas mesmo assim é recomendável que você monte sim um roteiro, não pra você seguir ao pé da letra mas sim para você ter uma noção de onde vai e deixar claro seus planos. É bom saber também em quais países você pretende passar para saber também a questão dos valores e quais países são mais caros e talvez você deva evitá-los.

3- Transporte

Você pode pegar um avião para começar sua jornada ou pode começar dai da sua cidade mesmo e ir pegando carona. Existem pessoas que não gostam de carona e preferem usar transportes públicos e afins. É perfeitamente possível você fazer um mochilão assim, só que é claro que você vai gastar bem mais.

Ao contrário das crenças da maioria das pessoas por conta de filmes e séries fictícias pegar carona é bem viável e seguro. É claro que existe sim aquele receio no começo e também a vergonha, mas não é nada que não dê para superar. Um bom conselho para conseguir carona é ir na saída da sua cidade em direção ao seu destino, escreva num cartaz o nome da cidade que você quer ir e esteja apresentável para não pensarem que você é um maníaco e comece a pedir.

Obs: sempre peça carona de dia, a noite é muito difícil de alguém parar para você.

4- Acomodação

É muito com entre mochileiros fazerem o usa das suas próprias barracas de camping pra passarem a noite, pois ela é leve e fácil de carregar na mochila. Mas existem pessoas que não gostam deste estilo e preferem ficar em algum lugar onde tenha uma cama. Para não gastar muito dinheiro com isso eu sempre recomendo procurarem por hosteis ao invés de hotéis, são muito mais baratos e divertidos, quase todos são com quartos compartilhados o que fica mais fácil par voce conhecer pessoas de todo o canto do mundo.

Também existe a possibilidade de você não pagar absolutamente nada pela acomodação fazendo Couchsurfing, que é uma rede social que faz a ponte entre turistas que querem hospedagem grátis durante uma viagem e pessoas que gostariam de receber esses visitantes. Se quiser saber mais visite o site oficial clicando no nome acima.

Também tem a opção de trabalhar em troca de acomodação em hostel, ou seja, você troca algumas horas do seu dia ajudando nos afazeres do local e eles te oferecem acomodação. Um bom App/Site que auxilia viajantes a combinar os trâmites com o hostel desejado é o Worldpackers.

5- Documentação e vacinas

Sempre veja e reveja se toda sua documentação está certa e em dia para poder viajar, pesquise também quais são os documentos que os países que você vai passar pedem. Se você não possuir algo providencie o quanto antes para não ter nenhum problema. Quanto as vacinas é a mesma coisa, confira se já tomou todas na sua carteira de vacinação e quais os países pedem, caso esteja faltando alguma trate de tomar. Caso não entenda sua carteirinha leve-a até um posto de saúde e peça para explicarem para você.

6- Dinheiro

O que eu recomendo pra você é que junte dinheiro suficiente antes de sair de viagem e tenha uma reserva caso precise. Se não der não tem problema, você pode fazer dinheiro durante a viagem. e não, você não precisa ter rios de dinheiro pra viajar. quanto antes desconstruir esse pensamento da sua mente melhor pra você. Se você souber fazer alguma arte, artesanato, algo que as pessoas comprem como colar, crochê, pinturas, objetos de decoração ou o que seja, você pode fazê-los em troca de uns trocados.

“Mas e se eu não souber fazer nada disso?” No problem. Você pode ir numa dessas casas de doce e pegar um pacote fechado de balas ou qualquer outro doce e vendê-los separadamente por um preço justo e lucrativo. Vou deixar aqui um vídeo do canal Via Infinda pra vocês terem uma noção. Assista o vídeo.

Tudo o que você precisa é ser um pouco cara de pau.

7- Não leve seu guarda roupas com você

Muita gente quando vai fazer seu primeiro mochilão quer levar coisas demais, um monte de roupas, diversos produtos de higiene, livros pra ler, notebook, comidas e mais um monte de coisas desnecessárias. A verdade é que você não precisa de nada disso. E vai perceber que realmente não precisa de muito pra viver, porque você consegue se virar sem comodidades.

Então meu conselho é que só leve o que for extremamente necessário, aquilo que seja indispensável, porque se não além de aquilo tudo pesar nas suas costas, grande parte não vai servir pra absolutamente nada.

8- Imprevistos acontecem (E vão acontecer!)

Não temos como controlar tudo, imprevistos tanto agradáveis como desagradáveis vão acontecer com você… Não da pra controlar o clima, ou pode ser que você perca o voo ou algo assim. Mas sempre lembre-se de encarar as coisas com paciência e não se esquecer que você está sujeito a isso assim como todo mundo. Como já dizia o chorão “Temos dias de luta e dias de glória XD

Se vocês estiver interessado em fazer um mochilão na Europa, te indico um guia maneirasso da Lidiane Costa, lá ela da todas essas dicas muito mais detalhadas e muito mais outras pra você evitar passar o máximo de perrengues possível.

Lá no site dela tem uma amostra grátis do E-book dela, baixa ele e dê uma olhada, tenho certeza que você vai gostar! Link do site.

Agora pegue essas dicas e comece já a planejar seu mochilão!

Nos vemos por ai

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: